03/04/2015

Não tenho auto-estima, e agora?

Heeeeeeeeeeey :D
Há uns tempos atrás, uma leitora minha pediu-me que eu falasse um pouco sobre este tema. Inicialmente eu torci um pouco o nariz, porque, bem, eu não sou a pessoa mais confiante deste planeta sabem? Ahah.
Mas ontem à noite, quando me fui deitar, fiquei a pensar tanto neste assunto que demorei horrores para adormecer! Então decidi que hoje, sem falta publicaria um post a falar sobre isso.

Mas afinal, o que é auto-estima?
A maioria das pessoas provavelmente vai associar esta palavra à aparência e pronto. Mas a verdade é que a aparência é só uma pequena parte. E talvez a menos importante. A auto-estima vai muito mais além disso. E se tu tens baixa auto-estima, lê este post. porque eu vou dar algumas dicas.

Afasta-te de quem te faz sentir mal. Ninguém merece ouvir dia após dia comentários maldosos e piadas ridículas que fazem uma pessoa sentir-se inferior, menos merecedora das coisas boas da vida, e que a fazem chegar ao ponto de se odiar a si própria. Valoriza-te! Rodeia-te de pessoas que te fazem passar bons momentos e que te arranquem enormes sorrisos da cara, que sejam sinceras também sem que isso te magoe. Tu é que escolhes quem faz parte da tua vida pessoal.


Não te tornes dependente dos outros para te sentires bem. Assim como eles te fazem comentários lindos que te fazem ficar nas nuvens, também podem fazer comentários horríveis que te tirem o chão. E isso é das piores coisas! Não deixes que os outros imponham em ti aquilo de que és capaz e aquilo de que não és capaz. Se achas que um dia vais ser a melhor Chef do país e ninguém acredita, well, fuck it. Luta por isso, para que um dia dês uma chapada de luva branca em todos aqueles que duvidaram de ti.

Pode parecer o conselho mais cliché do mundo, mas mais importante do que nos sentir-mos bem com o nosso físico e com a nossa aparência, devemos sentir-nos bem connosco próprios no interior também. Porque o corpo maravilhoso um dia descai todo, né? Uma rapariga gordinha não é toda aquela gordura. Uma rapariga magrinha não é toda aquela magreza. Uma rapariga que só veste calças de ganga e ténis de marca branca não é toda aquela roupa. Nada disso define uma pessoa.
E por exemplo, imagina que te vestiste super bem, com uma maquilhagem poderosa, e saíste toda confiante para uma festa. Entretanto aparece uma criatura do além e faz um comentário mesquinho à tua maquilhagem. O que é que acontece? Adeus auto-estima :(. 

E como é que nos defendemos das pessoas nestas alturas? Primeiro de tudo, nunca descer ao nível delas. Se a pessoa te criticou, é porque ela não está bem com a vida. E está a tentar deitar-te a baixo, para compensar a sua própria infelicidade. Lembrem-se SEMPRE disto: Se a pessoa vos deita abaixo, é porque essa pessoa não está feliz. 

Segundo, nunca nos devemos agarrar por completo somente à nossa aparência. Procurem conhecer e acreditar nas vossas capacidades, sejam elas artísticas ou não, nas vossas escolhas e na vossa inteligência, e saibam distinguir críticas positivas/construtivas de críticas negativas/destrutivas. Ninguém tem o direito de desrespeitar ninguém e usar o típico "ah, é a minha opinião" para justificar a porcaria que está a fazer. Uma crítica construtiva é feita de forma educada e serve para de ajudar a melhorar. E nessas situações, há que ser suficientemente sensato para se refletir no assunto, e se achares que foi válido, aceita! Já uma crítica destrutiva só serve para isso mesmo: para te destruir. E disso, ninguém precisa! Ignora esse tipo de comentários, não vamos "dar voz" a esse tipo de gente. (A não ser que sejas mulher e estejas com TPM, aí sim, responde com sabedoria e muita fé ahahahah)



E há medida que vais começando a gostar do teu interior, é hora de trazer um pouco dessa confiança para o exterior também. Como é que te sentes quando te olhas ao espelho? Gostas do que vês? Não? Então faz por isso! Se te sentes gordinha, procura soluções, vai correr, começa uma dieta segura e saudável hoje mesmo! Se te sentes feia, bem, tira essa ideia da cabeça agora, porque não és. Toda a gente tem a sua própria beleza, e além disso, o ideal de beleza é muito subjetivo: o que uns acham feio, outros acharão bonito e vice-versa. Mas se ainda assim te sente um pouco insegura, usa um pouco de maquilhagem para realçar a tua beleza (repito REALÇAR, e não ESCONDER), vai comprar roupas novas, qualquer coisa! Faz os possíveis para que da próxima vez que te olhes aos espelho, sorrias e digas: "Olha, eu sou linda!" Muda essencialmente por ti, pelo teu próprio bem estar, e não pelos outros, até porque é impossível agradar toda a gente.

Cria metas e objetivos atingíveis, nada de coisas absurdas, como perder 50 kg numa semana. Faz uma lista com coisas simples do tipo: "Fazer 20 abdominais por dia durante o mês de abril" ou "Poupar 1 euro de cada semanada que a mãe/pai me der durante 3 meses" e vai riscando, à medida que os objetivos forem cumpridos! Digo-vos por experiência própria, que é ótima a sensação sentida à medida que riscamos uma meta completa. Dá-nos a sensação de auto-controlo e de que somos capazes.


E por último, mas não menos importante, não tenhas medo de falhar, nem odeies tanto os teus "dias não" É falhando que aprendemos a melhorar, e a evitar repetir os mesmos erros. Não deixes de fazer o que gostas só porque erraste. Isso sim, é o maior erro! E na vida temos sempre que passar por momentos maus e chatos, se não a vida não tinha piada não é? :)

***
O post ficou ENORME, mas acreditem, eu ainda tinha umas quantas coisas para dizer, só que decidi parar, porque né xD
Digam-me o que acharam do mega texto, e não se esqueçam de me contar as vossas experiências, e se são auto confiantes ou nem por isso NOS COMENTÁRIOS.
Eu espero, SINCERAMENTE, que este testamento sirva para ajudar algumas meninas (e alguns meninos, olá eventual rapaz que está a ler isto .-.). Beijinhos :))

14 comentários :

  1. Gostei imenso do post. Quando tinha mais ou menos a tua idade, era super complexada e a minha auto-estima era super em baixo, mas agora com 30 nem me importo com o que as pessoas dizem, aprendi a gostar de mim e daquilo que Deus me deu, vou a praia sem problemas nenhuns de mostrar uma estria aqui ou um bocado de banha ali. Não se pode obrigar a toda a gente a gostar de nós, como nós também não gostamos de toda a gente, só temos é que aprender a viver com isso. bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo Lígia! Fico feliz por saber que já ultrapassaste isso :), bjs

      Eliminar
  2. Eu tenho uma amiga que tem baixa auto-estima e eu tento colocar ela para cima, dizendo tudo o que eu vejo nela que considero coisas boas (que por a caso são muitas) mas ela começa sempre a colocar defeitos nela. Diga-mos que ela não gosta de ela própria. Eu também já tive problemas e ás vezes também tenho só que eu tento enfrenta-los fazendo um esforço.
    Adorei o texto, ficou lindo, adoro a forma como tu fazes ( ou pelo menos tentas ) ajudar várias pessoas.

    Beijos**
    http://lolitosfritos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também tenho 2 amigas assim, com uma auto estima terrível, sempre a porem-se a si próprias para baixo, é uma luta diária com elas xD
      Obrigada linda, beijinhos :D

      Eliminar
  3. Antes, não tinha grande auto-estima, mas há uns tempos pra cá tenho vindo a favorecer a comprar roupas que realmente gosto e que me favoreçam! Também não me sentia bem com o meu corpo, mas já me sinto bastante melhor com ele (emagreci e pretendo continuar sem dúvida). Vou experimentar essa dica da lista, parece resultar mesmo!

    Beijinhos,
    http://pequena-no-mundo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem Sara, é bom saber :)
      Faz isso da lista, é muito bom ahah
      Bjoo

      Eliminar
  4. Comigo é estranho, tem dias que me sinto linda e outros que minha auto-estima vai lá pra baixo. Eu acho que com esses dias ruins eu "aprendo" que ficar dessa forma só me faz mal, e que eu preciso me amar como sou, assim tudo na minha vida vai fluir bem. Queria muito que pequenas bobagens não tirassem minha alegria ou não estragassem meu dia, mas as vezes acontece :( Guardei comigo seus conselhos, eles podem me ajudar muito. Ótimo post! Beijos,
    http://felicidadeporacaso.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também sou assim, ô coisa chata né? ><
      Obrigada Vi, beijinhos!

      Eliminar
  5. eu por varios motivos pessoais me fizeram ter uma auto estima bem baixa, sempre sofrir perseguições na escola e em casa, o que só fazia a minha auto estima diminuir, por causa disso desenvolvi anorexia, e olha que sempre fui mega magra.
    Com carinho, Hina |Aishiteru em Contos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, sinto muito Hina, eu espero que tudo isso faça parte do passado ;\\

      Eliminar
  6. Adorei!!! A sério, à medida que o tempo passa e eu vou-te seguindo, eu vou-me apaixonando aos poucos pela tua escrita. Não sei bem explicar. Mas talvez seja pela maneira natural que a tua escrita me soa na caça ( provavelmente não estás a entender ahahah)

    Continua assim, beijinhos *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aw, muito muito muito obrigada Anita! Nem sabes o quão motivador é ler coisas destas :D
      Beijo grande!

      Eliminar
  7. Respostas
    1. É verdade :\, mas não é impossível de superar!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...