03/01/2016

Je suis Piropos


No dia em que saiu a notícia ainda pensei se valia ou não a pena pronunciar-me a relação a este tema, que está a causar a maior histeria entre homens e mulheres. Decidi que não, mas hoje, após ler alguns comentários numa publicação no Facebook, não me consegui conter.

Quem acompanha o blog já há algum tempo, sabe que não sou de maneira alguma a favor deste tipo de abordagem nas ruas (leiam este post). E fiquei satisfeita com a criminalização do mesmo. Não acho que isto vá melhorar o país ou algo do género de um dia para o outro, mas já é um bom começo.

Sinceramente ainda não estou a ver como é que isso vai funcionar, pois como o velho ditado diz: “palavras leva-as o vento”. Vai ser sempre uma palavra contra a outra. E claro, há que distinguir um piropo “educado” de um piropo javardo, badalhoco. Ninguém vai preso por dizer “Que menina bonita.” Mas aos que gostam de atirar um “Comia-te toda!” para o ar entre outras coisas piores e que não valem a pena citar, pensem duas vezes antes de o fazer. Sei que a lei se aplica a menores de 14 anos (o que na minha opinião pecou um pouco, devia ser alargado para menores de 18), mas nada acontece por acaso, e o anúncio desta notícia trouxe ao de cima um tema que deve ser discutido.

Acho imensa piada ao pessoal que anda para aí super incomodado com esta nova lei, usando a mesma desculpa de sempre: “com tanta coisa pior a acontecer…” Ok. Certo. Piropos não são a pior coisa do mundo, mas não deixam de ser um problema que não deve ser ignorado. É difícil vocês, homens, manterem a boca fechada quando passa uma mulher na rua, ou vão morrer por isso? É que vejo tantos super comichosos com a nova lei, que parece que vos vai dar uma coisa má se deixarem de fazer comentários desnecessários na rua. Coitadinhos. Liberdade de expressão sim, mas não se esqueçam de que a nossa liberdade termina onde começa a do outro. Vocês não são mais "machos" por isso.

Entendam que, nem eu, nem 90% das mulheres gostam de ser incomodadas no meio da rua com frases idiotas, a minha autoestima não vai disparar por cada vez que ouvir um “O que eu fazia com um cuzinho desses!” seja de que homem for. E para as que gostam, epá, escrevam de maneira bem visível na testa “Assediem-me!!!” Assim eles já sabem que presas devem atacar, boa?

Acredito que a ideia de piropo já teve uma vertente mais positiva noutros tempos, mas hoje em dia, piropos são tudo menos algo positivo, é uma falta de respeito,super desconfortável. Há piropos e piropos sim senhora! Mas a maioria deles são desagradáveis e humilhantes. “Ah e tal, não tens sentido de humor.” Sim, da próxima vez que me assediarem na rua, eu vou a correr contar as minhas amigas para nos rirmos um bocado, de tão engraçado que foi. Tenham paciência. E ainda há quem diga que faz parte da cultura do país. Ser idiota não é ter cultura, sorry not sorry.

“Se não gostas, cala-te e finge que não ouviste” Ah, não. Então mas isto é assim? Ouço algo que não pedi para ouvir, e ainda tenho que fingir que nada aconteceu? Amigos, já lá vai esse tempo em que a mulher cala e ouve. Deal with it!

Não se trata somente de piropos, mas sim de assédio sexual, e isso é crime!

Só aquelas que já tiveram de passar por um grupo de rapazes ou pelos célebres homens das obras que começam logo com um “Eeeeehhh, gostosa!” ou com um “Fiu, fiuuu” (entendam isto como um assobio, rsrs)), só aquelas que tem de acordar bem cedo para ir para a escola ou para trabalhar, ou saem muito tarde do trabalho e passam por um sítio mais isolado e encontram um homem que a aborda de maneira nojenta, é que consegue levar isto minimamente a sério. E aos que ridicularizam, espero que as vossas filhas, netas, esposas e namoradas não passem por algo do género. Se bem que assim talvez aprendessem a ver a coisa com outros olhos.

Existem coisas muito mais importantes com que nos devemos realmente preocupar, então parem de perder tempo com piropos, façam algo útil pelo país, para variar.

Se leste isto até ao fim, parabéns, és uma pessoa muito fixe!


Sei que nem toda a gente vai concordar comigo e nem estou a espera disso, apenas senti a necessidade de expressar o que sinto em relação a este assunto. Mas quero saber as vossas, portanto comentem, com jeitinho, sim? Ahah xx

15 comentários :

  1. Eh pá, subscrevo completamente à tua opinião! Disseste tudo.

    ResponderEliminar
  2. Subscrito, re-subscrito e subscrito ao quadrado.
    Porque é que é assim tão dificil de perceber uma coisa assim tão simples!??


    http://lemaodoce.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. I know right?? As pessoas estão a complicar uma coisa tão simples D:

      Eliminar
  3. Eu concordo claro. O ridículo mesmo é ser necessário uma lei para isso. Mas se é mesmo necessário para impedir algumas pessoas, OK. No entanto, estou como tu e ainda não percebi como vai funcionar.
    Beijinhos

    http://aboemiacatita.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agree, também acho ridiculo ter-se tornado uma lei,quando se trata de ter bom senso,respeito e educação, no entanto não estou contra!

      Eliminar
  4. Esse é um assunto muito sério que precisa ser muito discutido. Nenhuma mulher, na verdade ninguém independente do gênero merece passar por situações humilhantes.

    blogilumiinar.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  5. Ohh siim Sandra adorei! Concordo com tudo, plenamente à pessoas que parece que simplesmente não sabem distinguir o correto do incorreto.

    ResponderEliminar
  6. Seu texto só me fez lembrar de uma frase que ouvi certo dia: "sua canta não faz eu me sentir mais bonita, me dá medo!"
    As pessoas não se "importam" muito porque MUITAS mulheres encaram esse tipo de "cantada" como algo bacana e os homens gostam de fazerem isso porque são escrotos e sabe que "muitas mulheres" gostam também. Mas sim, é assédio, dá medo. Não somos objetos e nem devemos ser tratadas como tal.
    Valeu a pena esperar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exato! É assustador as pessoas normalizarem e banalizarem algo que está errado. E é muito triste também :(

      Eliminar
  7. Concordo totalmente com você!
    Acho que esse tipo de comentário só diminui a pessoa, tanto que fala como quem é obrigado a ouvir. Poxa, não tem nada de bonito em ouvir algo assim de um desconhecido. Se você reclama o cara começa a te ofender, porque você não soube ouvir um elogio.
    Morro de medo dessas coisas, sempre que acontece comigo eu finjo que não foi para mim e continuo andando.

    www.dezoitoprimaveras.com.br

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...