19/07/2015

Ensino Secundário: A minha experiência #2


Se quiserem ler o meu 1º post sobre, cliquem aqui. Só vos digo uma coisa. Depois de ler o final daquele texto e depois de ter escrito um novo texto (este, portanto), um ano depois, a minha vontade é de rir e chorar ao mesmo tempo. Desta vez não vou fazer promessas nenhumas! Gosh.

O 11º ano é sem dúvida um dos anos mais puxados e exigentes do secundário. Por isso, há que começar o ano letivo com o pé direito, consciencializados de que é preciso trabalhar a sério para atingir bons resultados. Na teoria isto é muito fácil, mas na prática… aí é que a porca torce o rabo! Mas para ser sincera, isso para mim não seria um grande problema, se eu não fosse uma pessoa instável, que muda de ideias muito rápido. Parece que acordo todas as manhãs com uma nova decisão!

Sim, os fantasminhas do ano passado voltaram, e eu senti, novamente, que precisava de mudar de curso. Adoro o curso de Artes Visuais, e não me arrependo de todo de ter escolhido este curso para mim, mas às vezes pergunto-me se não teria sido melhor ter feito outra escolha. Já estávamos a meio do 1º período quando eu estava mesmo determinada a mudar para Línguas e Humanidades, pois adorava seguir jornalismo, comunicação ou publicidade. Desde que tenho o blog, que tenho alimentado paixões por essas áreas, e por isso decidi arriscar. Aliás, desde que me entendo por gente, a escrita e o desenho sempre foram as minhas duas grandes paixões! Gostava de trabalhar com os dois e por isso é que ando com estas indecisões todas.
Mas adivinhem? Não havia vagas. Vejam só a minha sorte!

Lá continuei eu, super indecisa, no curso da Artes, ainda com a dúvida cruel de se haveria de continuar em Artes, ou se haveria de começar tudo do 0 no curso de Humanidades. Foi assim o ano todo, e claro que isso se refletiu nas notas, visto que a minha média baixou um pouco mais em comparação ao ano passado. Acho que só subi a Inglês e a Desenho, de resto, ou desci, ou mantive. De dois exames só fui admitida ao exame Nacional de História da Cultura e das Artes (HCA), já que chumbei a Geometria Descritiva, e achei que não valia a pena pagar para ir como aluna externa, eu sabia bem que iria ter negativa de qualquer maneira. Prefiro repetir a disciplina para o ano. Passei para o 12º, não com a média que eu queria, e sei que sou a única (ou principal) culpada por isso.

Como eu vos disse no post anterior, odeio tanto Geometria como odiava Matemática. São duas disciplinas muito racionais e que exigem muita concentração, se não, esqueçam, não vão perceber NADA. E eu não sou a pessoa mais concentrada do mundo, sabem, ahah. Eu passei com 8 de 20 valores no 10º ano, por isso já era de esperar que eu não aguentasse a pressão este ano. Mas é melhor assim, tenho mais uma oportunidade para subir a nota. Já comecei a estudar um pouco de Geometria todas as manhãs, umas duas vezes por semana, e pretendo aumentar as horas de estudo com o passar do tempo. Porém, sei que sozinha não vou progredir muito, pelo que o mais provável é eu começar a ter explicações.

Alguém se revê nesta imagem?

Mas sabem o que me chateia no meio disto tudo? Os estereótipos estúpidos que a sociedade insiste em criar. “Tu só vais ter um bom emprego/salário se fores para o curso X”, “Quem vai para Economia ou para Ciências é que está bem. Quem vai para Humanidades, Artes ou Cursos profissionais vai direto para as filas do desemprego.” Sim, amigos, existem até professores com este tipo de mentalidade, o ex Diretor de Turma da minha melhor amiga pensava exatamente assim, e fazia questão de “cuspir” estas palavras aos seus alunos. E eu pergunto: Onde é que isso está escrito? Isso é regra? Faz parte de algum regulamento? É que se faz, digam-me que eu não sei! 
Juro-vos que fico com uma vontade enorme de arrancar os olhos de quem me diz que "Em Artes só precisas de desenhar bonecos, o resto é fácil."

Sem querer dramatizar, mas nós jovens, somos constantemente pressionados e julgados pela sociedade em que vivemos, o que me deixa profundamente triste. Acabamos por escolher cursos que no fundo nem nos interessam muito, mas que "têm mais saídas profissionais". Mas digam-me, o que é que uma pessoa que é fantástica a desenhar e adora artes em geral, por exemplo, vai fazer num curso de Economia só porque os pais querem? É rídiculo.

***
Não falei das outras disciplinas porque achei que o post iria ficar gigante e ninguém ia ler. Mas posso fazer um vídeo a falar sobre o assunto quando inaugurar o meu canal no Youtube (uhuuul), querem? Acho que fica mais prático!

E vocês que estudam, em que ano estão e como foi o vosso ano letivo? E para os que já não estudam, também sentem essa cobrança da sociedade? xx

Ps: Sigam-me no Snapchat: sandraacarter

28 comentários :

  1. sempre temas interessantes!
    E que valem a pena ler!

    Bjs

    http://moda_e_companhia.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  2. Eu estou no último ano da faculdade e ainda hoje vivo indecisa,:p Mas acho que só tens que saber que não há escolha certa e que quando gostamos de várias coisas é difícil mas temos que escolher. E se escolhermos A vamos sempre ficar a pensar como seria se escolhêssemos B e vice-versa. Acho que é uma questão de sorte. Dar oportunidade a uma das escolhas e quem sabe no futuro aventurar-mo-nos noutra. :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão Daniela, obrigada pelas palavras <3

      Eliminar
  3. Acho que a indecisão é que dá cabo de nós! Segue o teu instinto :)

    ResponderEliminar
  4. Eu passei para o 12º com uma média bastante boa até (17), estou em CT. Mas apesar de ter uma boa média sinto as mesmas inseguranças que tu. Li hoje os dois posts que fizeste acerco do ensino secundário e sinto-me como tu. No básico sempre fui elogiada, talvez até demais, pelas excelentes notas que tinha a tudo (exceto a Ed. Física, óbvio). Eu sempre tive a ideia de que iria ser Médica, ou ir trabalhar na área da saúde. Nesta altura quero ser investigadora na área da oncologia, o que implica medicina também. No entanto, apesar de saber que para ir para saúde teria que passar por CT, continuo sem saber se foi a escolha correta. Sempre amei escrever e ler, devoro livros com uma capacidade sobrenatural, o que me levou a pensar em Humanidades, no entanto odiava de morte Geografia, isto porque sou melhor a lógica do que a decorar por obrigação. Por outro lado, tenho algum jeito para o desenho e criatividade , apesar de não ficar wow, se me aplicar chego lá. Mas mesmo assim, acho que a minha paixão pela Matemática me levou ou para CT ou Economia, e no fim CT ganhou porque Biologia é a minha praia.Cheguei até a pensar também num curso de Audiovisuais por adorar fotografia e vídeo, ou de Análises Clínicas, mas não ia abrir e a psicóloga que na altura nos orientou decidiu que era mal empregue ir para um curso profissional.
    Mas mesmo assim, habituada a dar nas vistas por ser a melhor da turma e chegar a CT e serem só cromos, com 19 logo no primeiro período assustou-me e baixou-me a auto-estima que ia já perto das estrelas. Não considero que tenha sido mau, porque isso levou-me a querer esforçar-me mais e mais. Agora com os exames a conversa já foi outra... Custa chegar lá e ver que nos esforçámos 2 anos para manter uma média que vai por aí abaixo no exame. Mas é a vida!

    Bem isto já vai muito longo, mas gostava de deixar a minha experiência!
    Beijinho,
    www.embusca-de-umsentido.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu li tudinho ahah! Adoro opiniões e experiências diferentes sobre o secundário. Eu também já quis seguir algo relacionado com Audiovisuais ou multimédia, cuz amo fotografia e programas de edição, mas lá deixei essa ideia para trás, todos me diziam que um curso profissional não era a melhor opção, então desisti xD Acho que todos nós passamos por estas indecisões cruéis, o jeito é pararmos um pouco para esfriar a cabeça e tomar a decisão mais acertada.
      E quanto a essa história dos exames, agree! É rídiculo, sermos avaliados em 2/3horas com matérias que demos em 2 ou 3 anos, enfim.

      Beijinhos, eheh <3

      Eliminar
    2. Ahah ainda bem, eu também adoro!
      Vais ver que vais acabar por tomar a decisão acertada, no fim ainda vamos ter saudades destes "grandes" dramas! Tu és determinada, nota-se, até podes conseguir aliar todas essas paixões!

      beijinho <3

      Eliminar
    3. Concordo, ainda vamos recordar isto com um sorriso nos lábios, eu pelo menos assim espero! E obrigada linda, tu também pareces ser determinada e tenho a certeza que te vais sair super bem nesta loucura toda xD beijinhos <3

      Eliminar
  5. Antes de mais nada, contando que é a primeira vez que venho aqui, seu blog é muito lindo! Me apaixonei pelo nome dele, também.

    Sobre seu post, achei muito bom. Eu curso Artes Visuais, atualmente, e deixei o curso de História no 8º período para fazê-lo. Sei bem como você está se sentindo e até escrevi no meu blog sobre a minha experiência. Se quiser dar uma olhada, segue o link: http://anaxquerdizer.blogspot.com.br/2015/04/atualizando-2-o-que-me-fez-desistir-do.html

    Acho que você precisa avaliar bem o caso, mas se achar que realmente deve sair do curso, não espere mudar de ideia e mude logo de curso.

    Não perca tempo fazendo o que não gosta. Não lhe trará boas coisas. Mas se esse é o curso que realmente gosta, não se deixe levar pelo financeiro e continue a fazê-lo até o fim. Ninguém é bom fazendo o que não sente prazer.

    www.anaxquerdizer.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigadaaaa :D
      Vou ler o teu post, fiquei curiosa, ahah
      Tens razão, mas no meu caso, eu gosto do curso em que estou agora, só que por vezes pergunto-me se é mesmo a escolha certa :\, obrigada pelas palavras :D

      Eliminar
  6. Tens toda a razão , eu adoro quando tu falas assim destes temas de como as coisas são na realidade, porque isto ajuda imenso uma pessoa a decidir e o que saber o qe fazer e não fazer. Aliás eu sempre achei que deverias ir para Humanidades ( pena não haver vagas) , porque acho que nesse curso terias uma carreira brilhante basta olhar para o teu blogue e vê-se que és umajovem muito talentos quando se trata na escrita mas em artes também és capaz de te safar. Eu adoro o teu blog e adoro quando falas sobre a sociedade a tua opinião é exatamente a minha. Continua assim Sandra estás no bom caminho . Adoro-te XOXO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Awn, muito obrigada, seja lá quem fores, fiquei muito feliz por ler o teu comentário <3 <3

      Eliminar
  7. Passei o mesmo que tu. Sempre fui uma aluna com boas notas e estive sempre no quadro de excelência...
    A escolha no 9º ano foi SUPER difícil. Amava escrever, amava ciências e amava desenhar. E sabia que era boa nessas coisas, porque para alem das notas os professores estavam sempre a dizer ''Sara, para o ano vou ser teu professor no curso X, certo?''. Odiava isso! Estava super confusa, não queria ninguém a colocar mais pressão em mim. Mas lá me decidi e escolhi Artes Visuais. O meu 1º período foi HORRÍVEL. No inicio a minha turma não comunicava entre si (o que me deixava bastante em baixo, porque adoro falar, adoro ter amigos e dar-me bem com toda a gente). Comecei a pensar se estava no curso certo... falei com a minha mãe e ela quase me bateu porque mudei de escolha de propósito por causa do curso na minha antiga escola o curso não abriu). Decidi não mudar e sem duvida foi a melhor escolha que fiz, agora sinto-me muito melhor na turma e sinto que são a minha nova família :3
    passei para o 11º e só de pensar nos exames... GOD
    a minha mãe diz para não me preocupar porque tirei 19 a geometria e 18 a HCA, mas aqueles nervos.... jenjsgskjgnwkjgnsgnklb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Wow, mas com essas notas! Não te preocupes, mantém a cabeça fria, e faz aquilo que tens feito sempre, tenho a certeza que te irás sair bem e com distinção. Boa sorte, linda <3

      Eliminar
    2. Obrigada e igualmente <3
      Já agora vais escolher que disciplinas agora no 12º? x.x

      Eliminar
    3. A minha escola oferece a disciplina de Oficina de Artes por isso essa eu vou ter mesmo. Depois tive 3 opções: Inglês, Psicologia ou Aplicações Informáticas (há escolas que oferecem Multimédia, e se a minha escola oferecesse Multimédia, eu escolheria!) Escolhi Psicologia! :)

      Eliminar
    4. A minha oferece oficina e duas opções: multimédia e psicologia.
      Não quero chegar ao 12º xD amo psicologia e amo multimédia e ambos tem aspetos positivos em Artes x.x

      Eliminar
    5. Ai que sorte! Eu tb amo os dois, mas escolheria Multimédia, sou apaixonada por edição e tudo o que gire à volta de computadores, internet e softwares xD

      Eliminar
  8. As nossas asas são mesmo constantemente cortadas... É uma pena!

    - Ela e Ele, do blogue de um casal.
    Blogue | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  9. Já te tinha contado a minha experiência no secundário (que deu muitas reviravoltas, diga-se de passagem). Bem, olho para essa imagem e só lhe falta uma coisa: ter "joana" escrito, porque realmente esse é o problema da minha vida: tudo o que quero fazer, tem de ser impedido pelo que os outros acham. No entanto, o assunto és tu, e acho que vais conseguir seja no curso que for. Mas pensa bem, vais para o 12ºano, mudar de curso agora implicaria perderes 2 anos da tua vida, será que valeria a pena? Se a questão for entrar na universidade, acredita que não é necessário mudars de curso, pois basta fazeres as provas de ingresso que pedem no curso que queres.
    Bem, isto está a ficar meio longo, mas só queria mesmo dizer-te isto: acho que tens futuro quer na escrita, quer no desenho. Quem sabe um dia não possas conjugar os dois num projeto só? O facto de optares por desenho não significa que vás deixar a escrita para trás, ou vice-versa. Faças o que fizeres, vai com garra :D

    Beijinhos, http://araparigadocomboio.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão Joana, e se eu quiser seguir outro curso na universidase vou seguir o teu conselho! E obrigada pelas palavras ♥♥ xx

      Eliminar
  10. Catarina Abreu21/07/15, 00:28

    como eu digo, vão para o que vos faz feliz e esqueçam aquela treta do "vai para ciências e tecnologias, ou senão vais acabar nas caixas do (inserir nome de um supermercado qualquer aqui)". eu quero ir para biologia, e muita gente me diz "ah, isso não tem saída/vais para o desemprego". A alternativa seria ir para um curso de engenharia qualquer. Ora, eu já tenho dificuldades com matemática do secundário, quanto mais com cadeiras de cálculo na universidade. Já me disseram que hoje em dia não se deve escolher conforme as nossas paixões mas conforme o que dá emprego. Eu costumo sempre dizer que prefiro estar desempregada, posso viver humildemente mas feliz, do que ser escravizada todos os dias, a fazer algo que detesto, e a apanhar uma depressão. O dinheiro todo que ganhei será todo gasto em medicação, e muito provavelmente ficarei desempregada na mesma. Por isso, digam o que me disserem, eu não mudarei de ideias, vou para o que vou e ponto final.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Palmas! Assino por baixo tudo aquilo que dizes ^^

      Eliminar
  11. Isso de quem vai para cientificos ou economia e que está bem é uma treta! E a prova disso é que há milhares de enfermeiros no desemprego! Eu estou em cientificos e tenho tantas ou mais inseguranças que tu, não é por tar nesse curso que sou melhor e que vou ter emprego garantido! A sociedade está muito enganada em muitas coisas. Não ligues. :)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...